quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Butiá terá fábrica de blocos de concreto a partir de cinzas de carvão

Matéria publicada no site do Governo do Estado após audiência do prefeito Paulo Machado com o governador Tarso Genro e executivos do grupo alemão Wehrhahn.
www.estado.rs.gov.br/





O governador Tarso Genro recebeu, nesta terça-feira (06), no Palácio Piratini, executivos do grupo alemão Wehrhahn, liderados pelo presidente Lothar Hofbauer. A empresa é parceira da brasileira Vogel Ecobloc. Na audiência, foi apresentado à equipe de Governo, o projeto da primeira fábrica brasileira com produção de blocos de concreto a partir das cinzas de carvão.

A unidade deverá ser instalada no município de Butiá. O projeto tem previsão de investimentos da ordem de R$ 40 milhões e está em fase final de negociação junto ao Badesul. Segundo a assessora técnica da instituição, Doris Couto, que fez a apresentação formal da proposta na reunião, o processo é adaptável a qualquer clima, reduz em 40% o custo de produção e obedece à tendência ecológica correta.

"É um processo ágil que permite que se construa uma casa em três dias. Os testes feitos com as cinzas produzidas em solo gaúcho são as de melhor qualidade, segundo as comprovações nos quatro anos de pesquisa com o produto, na Alemanha", destacou. O governador considerou a tecnologia extraordinária e que responde a duas questões importantes para o Rio Grande do Sul: "a do barateamento de custo na construção civil e do destino correto das cinzas das usinas".

A unidade de Butiá deverá gerar 70 postos de trabalho diretos e 3,2 mil indiretos. A empresa pretende investir no trabalho dos jovens e a tecnologia absorverá também, de forma significativa, a mão de obra feminina na construção civil.

As oito usinas de carvão no Rio Grande do Sul produzem 10 milhões de toneladas de cinza. A partir dessa tecnologia, os resíduos retornam ao ciclo produtivo, por meio de blocos ecológicos, adaptáveis a qualquer clima e barateando consideravelmente a construção civil. De acordo com a empresa, as novas casas construídas neste sistema possuem qualidade e durabilidade comprovada e são superiores ao método tradicional.


Participaram desta audiência, além do governador Tarso Genro, do prefeito Paulo Machado, e dos executivos do grupo alemão Wehrhahn: Marlene Vogel (representando a Ecobloc); os Secretarios Estaduais Mauro Knijnick (do Desenvolvimento) e Luiz Fernando Mainardi (da Agricultura); a assessora do vice-governador, Irani Medeiros; o assessor do deputado federal Henrique Fontana, Zelmute Oliveira; os vereadores de Butiá, Guilherme Machado (PT), Daniel Almeida (PT), Eliseu Andrin (PPS), Cadoda (PPS) e Oliveira Pena Branca (PTB); os Secretarios Municipais Valdir Almeida (de Finanças) e Deise Moura (de Desenvolvimento); e o tecnólogo em gestão ambiental, Silvio Cunha.

Texto: Anamaria Bessil Pires
Edição: Redação Secom (51) 3210-4305
www.estado.rs.gov.br/

Guilherme Machado - PT
Ver. Líder do Governo

Nenhum comentário:

Postar um comentário