sábado, 14 de janeiro de 2012

Estudo britânico: Facebook já destruiu 28 milhões de casamentos



Se para alguns o Facebook é um sítio de partilha com amigos e família, para outros está-se a tornar uma fonte de conflito entre casais. Os advogados de família britânicos revelaram um estudo que revela que a maior rede social já provocou cerca de 28 milhões de divórcios.

Um dos advogados afirma que, dos 30 casos que lidou nos últimos nove meses, o Facebook estava implicado em todos. Já a empresa 'Divórcio on-line' avança que um em cada cinco pedidos de divórcios do último ano continham referências à rede social.

“A razão mais apontada é a proliferação de conversas inadequadas, de teor sexual, com pesssoas com quem os utilizadores não as deveriam ter”, disse Mark Keenan, director-geral do Divórcio on-line ao ‘The Telegraph’.

Emma Patel, presidente de uma empresa de advogados de família, afirma que o site actua como um terceiro agente virtual nas separações.

"O Facebook tem sido culpado pelo aumento das separações de casais", devido à forma como estes vivem as redes sociais, afirma Emma Patel. Os advogados pedem-lhes, como tal, para se manterem longe da rede social durante o processo de divórcio, para evitar danos maiores.

“As pessoas sentem-se tentadas a partilhar os seus sentimentos online e, em alguns casos, não só expressam o seu stress, como também fazem acusações inflamatórias contra o parceiro”, refere.

Um porta-voz do Facebook rejeita que a rede social possa destruir as relações, afirmando que “é como culpar o seu telemóvel ou o e-mail”, e questiona: “estar no Facebook obriga alguém a fazer algo, claro que não”.


Fonte: Correio da Manhã/ Blog Libertos do Opressor

Nenhum comentário:

Postar um comentário