segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Saturação leva a declínio do Facebook nos EUA

A perda de usuários nos Estados Unidos parece indicar que o Facebook está atingindo a saturação do mercado e que se criou expectativa excessiva sobre a rede social

É preciso cautela ao analisar esses números, já que a queda pode ser apenas circunstancial. Se ela se mantiver por vários meses, então estará confirmada uma tendência. Era esperado que, em algum momento, o ritmo de crescimento diminuiria, à medida que o mercado fosse ficando saturado. É possível que isso já esteja acontecendo em países onde o Facebook conquistou antes a liderança.

Nos Estados Unidos, o número de usuários já é cerca de metade da população do país. Já em lugares como o Brasil e o México, onde a rede social foi adotada mais tardiamente, o crescimento continua intenso e o nível de saturação ainda está distante.

Hype cycle

Mas a queda nos Estados Unidos também pode indicar que o Facebook passa por um ciclo de expectativa exagerada (hype cycle), como acontece com muitas empresas, tecnologias e produtos. A rede social ganhou enorme visibilidade e despertou excesso de expectativa. Uma parte das pessoas que aderiram ao serviço constatou que, na prática, ele não é tão espetacular quanto parecia. Algumas delas estão deixando de visitar o site. Por isso, a audiência cai.

Se for esse o caso, a queda pode pode ser passageira. É possível que o site volte a crescer, de forma mais lenta e consistente. Terá atingido o estágio de maturidade. Em vez de se basear principalmente no aumento do número de usuários, sua expansão deve acontecer com a criação de novos tipos de negócios ligados à rede social. Naturalmente, isso não vale para todos os países. O Facebook poderia iniciar um ciclo de expansão inteiramente novo entrando no mercado chinês, por exemplo.

Mas a fase de queda no ciclo de expectativa é arriscada e algumas empresas não resistem. Foi assim com o MySpace, que já foi a maior rede social do mundo e, hoje, tornou-se irrelevante. A equipe de Mark Zuckerberg parece estar consciente do risco, já que o site tem feito considerável esforço para se tornar uma plataforma de negócios, preparando-se para o crescimento sustentado (e lucrativo) na maturidade.


Fonte: Site Exame.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário