sábado, 12 de julho de 2014

Dois vídeos contrariam a Lei da Palmada, um menino deixa a mãe pelada e outro agride criancinhas: Merece ou não levar umas boas palmadas?


No dia 04 de junho o Senado aprovou a chamada Lei Menino Bernardo, ou melhor, Lei Turma da Xuxa, que tramitou como Lei da Palmada, que busca coibir maus-tratos e violência contra crianças então era pra ser Lei Contra a Agressão a Criança e não lei para proibir os pais de punir seus filhos.

No dia da aprovação, no plenário, o senador Malta voltou a protestar. “Tapa na bunda, colocar de castigo ou cortar mesada? Não existe receita pronta. Às vezes, o último recurso é o castigo. Não é punindo os pais que vamos construir uma sociedade mais fraterna”, disse ele.

O texto dessa lei, altera o Estatuto da Criança e do Adolescente que é um 'ECA' e determina que pais não podem impor castigos que resultem em sofrimento ou lesões nos filhos, concordo, mas já tem oCódigo Penal, então é lei morta.

Após quatro anos de tramitação no Congresso, agora a proposta seguiu para a sanção da presidente Dilma Rousseff e ela fez o maior teatro posando para fotos ao lado da Xuxa que tem histórico de ter feito um filme com cena de sexo, com uma garoto de 12 anos.

Antes, no mês de maio a apresentadora e cantora Xuxa foi convidada da sessão que votaria a Lei da Palmada que punem quem bater em crianças, até os pais ficam proibidos de bater em seus filhos. Durante discussão, o deputado federal, Pastor Eurico, partiu para o ataque a rainha dos baixinhos e disse que a apresentadora agrediu as crianças quando ''protagonizou um filme pornô''.

A declaração dse Eurico foi a seguinte:"Eu nem falo sobre a violência que passa na tevê todos os dias. A conhecida rainha dos baixinhos protagonizou em 1982 a maior violência contra as crianças quando fez um filme pornô", afirmou o deputado, fazendo alusão ao filme "Amor Estranho amor" em que Xuxa reproduz cenas eróticas com um garoto de 12 anos.

A apresentadora, que era convidada da sessão do CCJ e que não poderia responder, já que apenas integrantes da comissão tem o direito à fala durante as reuniões, fez apenas um gesto de coração, com as mãos. Outros parlamentares fizeram questão de defender a apresentadora.

A declaração do Pastor Eurico gerou repúdio da maior parte dos deputados presentes, inclusive de parlamentares que questionavam o projeto, que classificaram a fala de "violência inaceitável".

Ele foi expulso da Comissão e a apresentadora não se manifestou e, depois de encerrada a sessão, deixou a comissão sem comentar o assunto e foi se encontrar com a presidenta Dilma que sancionou a lei que declara como crime hediondo o estupro de vulnerável.

No dia (27 de junho a Dilma Rousseff (PT) sancionou a Lei da Palmada, mas a dona Xuxa, Dilma e todos os pilantras em Brasilia, que aprovaram a Lei da Palmada deveriam ver esses dois vídeos...

Não quero cometar nada, veja os dois vídeos abaixo, tire suas conclusões e responda se tem crianças que merecem ou não levar umas boas palmadas:
Guri com o diabo no coro agride com violência crianças com menor idade que ele

Guri com o diabo no coro deixa a mãe pelada só de calcinha



Fonte: Blog do Gari Martins da Cachoeira

http://martinsogaricgp.blogspot.com.br/2014/07/dois-videos-contrariam-lei-da-palmada.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoGariMartinsDaCachoeira+(Blog+do+Gari+Martins+da+Cachoeira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário