domingo, 20 de julho de 2014

Estudo mostra que instituições sociais como burocracia e religião só surgiram por causa das guerras

O professo Peter Turchin deve ter tentado tirar visto para algum país complicado, ou então precisou buscar uma papelada em um escritório no centro da cidade – o fato é que, incomodado com a burocracia das instituições, o historiador norte-americano decidiu estudar a origem de alguns pilares da sociedade que, se a gente parar e pensar bem, são experts em criar preocupações desnecessárias.
Lightmatter_paperwork
Junto a uma equipe de professores da Universidade de Connecticut, ele conduziu simulações computadorizadas, que mais tarde foram comparadas com dados históricos e levaram à constatação de que os grandes impérios (e todos os pilares que os organizam e fazem ser como são) surgiram como respostas à pressão bélica entre os pequenos estados e países.
De acordo com os pesquisadores, as guerras seriam as responsáveis pela formação dessas instituições sociais mais complexas.
A religião, o governo e a burocracia, por exemplo, teriam sido criados a partir dos momentos de conflito, para manter a estabilidade em sociedades muito populosas e repletas de diferenças étnicas.
Embora sejam custosas para se construir e manter, Turchin sustenta a tese de que as instituições sobrevivem por que, além de tudo, fazem as sociedades lutarem umas contra as outras para saber qual funciona de maneira mais eficiente.
Os estudos se focaram, na maior parte do tempo, nos continentes africano, europeu e asiático, entre os anos de 1500 a.C. e 1500 d.C., e em como as sociedades desenvolviam a tecnologia. A intenção era acompanhar, paralelamente, o desenvolvimento da artilharia (do arco-e-flecha até as cavalarias armadas), o surgimento de conflitos e a criação de instituições.
Fonte: Nature.

Site da Revista Superinteressante
http://super.abril.com.br/blogs/historia-sem-fim/estudo-garante-que-guerras-fizeram-surgir-instituicoes-sociais-como-burocracia-e-religiao/?utm_source=redesabril_jovem&utm_medium=twitter&utm_campaign=redesabril_super

Nenhum comentário:

Postar um comentário