sexta-feira, 24 de abril de 2015

Evangélicos agridem família espírita em Santo André

O crime foi motivado por uma denúncia feita ao síndico do prédio pelo barulho do culto

por Leiliane Roberta Lopes


O jornal O Diário do Grande ABC noticiou que uma família espírita teve o apartamento invadido por um grupo de evangélicos, pois o proprietário do imóvel do andar de cima se incomodou com o barulho do culto e foi até o síndico reclamar.

O fato aconteceu na cidade de Santo André e envolveu dez evangélicos que não gostaram de saber que o pintor de 41 anos havia denunciado a reunião e inconformados resolveram agredir o homem na frente de suas três filhas e esposa. Ele precisou ser socorrido por ter tido a clavícula deslocada.

A esposa que não quis ser identificada falou com a reportagem do jornal e explicou que o caso é fruto de intolerância religiosa, pois a moradora do prédio onde os cultos estavam sendo realizados, Isolina dos Santos, de 60 anos, sempre manteve uma boa relação com a família do pintor até que descobriu que eles são espíritas.

Desde então a família vem sendo agredida moralmente por esta senhora, tanto que já foram feitos quatro boletins de ocorrência descrevendo até mesmo preconceito racial. “Já chamei ela (Isolina) para conversar aqui na minha casa, mas ela diz que não aceita falar com gente da minha cor e religião”, relata.

A esposa do homem agredido chega a dizer que não pode receber visitas em casa porque Isolina começa a falar que ela vai fazer macumba e que até mesmo recebeu uma equipe da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), responsável pelos conjuntos do bairro, por uma denúncia de que haviam animais sendo sacrificados dentro do apartamento.

A acusada não foi localizada pela equipe do Diário do Grande ABC, mas uma familiar afirmou que a família denunciante precisa mesmo procurar seus direitos, caso se sinta ameaçada pela idosa.



Fonte: Site Notícias Gospel Prime
http://noticias.gospelprime.com.br/evangelicos-agridem-familia-espirita-em-santo-andre/

Nenhum comentário:

Postar um comentário