domingo, 17 de maio de 2015

Com aval da CBF, empresas controlam convocações da Seleção, revela jornal

Acordo assinado pelo então presidente Ricardo Teixeira, em 2012, tem validade até 2022

Documentos mostram que empresas têm controle em convocações da Seleção | Foto: Jefferson Bernardes / Vipcomm / CP
Documentos mostram que empresas têm controle em convocações da Seleção | Foto: Jefferson Bernardes / Vipcomm / CP

     
  • Lancepress
De acordo com reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo", a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deu aval a parceiros comerciais para controlarem convocações da Seleção Brasileira. Os contratos com os grupos International Sports Events (ISE) e Pitch International foram assinados em 2012, pelo então presidente Ricardo Teixeira, e têm validade até 2022.

Os documentos, reproduzidos pela publicação em reportagem do jornalista Jamil Chade, forçam a CBF a comunicar previamente às empresas quais jogadores serão chamados para amistosos. A lista de convocados deve ser enviada aos grupos com até 15 dias de antecedência em relação à divulgação feita pelo técnico da Seleção à imprensa.

Por meio do vínculo entre a entidade e seus parceiros comerciais, tanto a International Sports Events (ISE) quanto a Pitch International exigem que os jogadores de maior "marketing, condição técnica e reputação" estejam presentes nas convocações. Caso contrário, os grupos estariam aptos a pagar à CBF apenas 50% do combinado por jogo (o valor integral a ser repassado por cada uma das empresas à entidade é US$ 1,05 milhão).

Desde a saída de Ricardo Teixeira da CBF, José Maria Marín e Marco Polo Del Nero estão à frente da entidade. Este último, atual presidente, vê com naturalidade a parceria com as empresas citadas. “O contrato, na medida do possível, a gente faz para cumprir. Nós chegamos já tinha esse contrato, temos de cumprir. Eu não chego a dizer que esse contrato é tão ruim. Porque quando a gente jogava aqui no Brasil não chega a tirar esse valor. Hoje quanto é isso? R$ 3 milhões é pouco? Se analisar, hoje o contrato é bom”, disse Del Nero ao jornal.

Fonte: Site do Jornal Correio do Povo
http://www.correiodopovo.com.br/Esportes/556600/Com-aval-da-CBF,-empresas-controlam-convocacoes-da-Selecao,-revela-jornal

Nenhum comentário:

Postar um comentário